Lima – Um dia completo na capital peruana

IMG_6492

Chegamos em Lima durante uma tarde quente, e aí eu me dei conta de que não tinha levado roupas de calor – apenas um short minúsculo com o qual eu acho inaceitável andar na rua. O trânsito para sair do aeroporto era desesperador, mas só de estar ao nível do mar novamente era um alívio sem fim.

Onde nos hospedamos?

Ficamos no Hotel Tierra Viva Miraflores Larco , localizado em Miraflores, o bairro onde se deve hospedar em Lima. Ótimos hotéis, restaurantes, lojas, um bairro charmoso à beira do mar. O hotel era bom, bem localizado, principalmente por fatores que citaremos mais à frente.

Pôr do Sol no calçadão da orla

O dia estava bonito e já sabíamos que o pôr do sol iria ser espetacular. Por isso deixamos nossas coisas no hotel e partimos andando em direção à orla, que ficava bem próximo. A região ali é linda, o clima de praia deixa todo mundo mais feliz, as pessoas praticam esportes, saltam de paramente ou simplesmente ficam ali curtindo.

IMG_6429

Nossa ideia era ir até o Parque do Amor, mas seguimos por uma rua que desembocava já depois dele, e quando chegamos à orla, fomos andando até o farol de Miraflores, passando pelo Parque e o Parque do Amor ficou para trás. A paisagem estava sensacional , com o farol compondo o cenário. Então a dica está dada: assista ao pôr do sol no calçadão em Miraflores!

2413728352_508b2bb693_b
Foto:Flickr – – Parque del Amor e sua famosa escultura “O Beijo”

IMG_6409

Jantar na primeira noite

Procuramos um restaurante bem avaliado e com preço amigo para jantarmos na primeira noite e escolhemos o Rigoletto, um italiano maravilhoso e que super recomendamos. Fica também no bairro Miraflores.

20170511_203235

Um dia em Lima – Começando na Plaza Mayor

Começamos nosso dia pegando um táxi em direção ao Centro Histórico. Sim, fizemos tudo de táxi (ou uber) em Lima. Nosso tempo era curto, o trânsito lá era complicado e não sabíamos se o metrô era eficiente.

IMG_6494

O preço normalmente é combinado com os taxistas, então vale a pena verificar antes qual é a distância que se vai percorrer, e qual é um preço justo para se pagar. Chegamos ao Centro Histórico por volta de 10 da manhã, e já começamos a nos situar por ali. Há várias atrações na região, e tínhamos que escolher o que fazer. Nossa primeira parada foi na Plaza Mayor, a praça principal do centro histórico. Ela é muito linda também, e os prédios no entorno são os mais bonitos e importantes da área. O primeiro prédio que chama a atenção do visitante é um complexo com duas grandes casas amarelas, uma ao lado da outra: o Palacio de La Unión e a Prefeitura de Lima.

IMG_6451

Olhando para a direita, vê-se o Palácio Arquiepiscopal, sede do governo do Peru, que ocupa todo o lado norte da praça. Já dá para perceber pela guarda em frente ao palácio. Ao meio-dia, acontece a troca de guarda! Já à esquerda, está a majestosa Catedral de Lima, que data do século XVI. O seu design gótico e a fachada barroca são destaques da construção.

Fomos andando em direção ao Convento de São Francisco de Assis, que é uma atração imperdível no centro histórico de Lima.

Convento e Igreja de São Francisco de Assis

A visita à igreja custa 10 soles pro pessoa (valor maio/2017), e já estava incluída a visita guiada, que é obrigatória. Há tours em inglês e espanhol. Fizemos a visita em espanhol que era a próxima que ia acontecer.

DCIM101GOPROGOPR2713.JPG

O convento pode ser considerado um verdadeiro museu, com suas peças de arte sacra, pinturas e relíquias antigas. O local, residência dos franciscanos, é um complexo arquitetônico religioso, declarado patrimônio mundial pela UNESCO, e com diversos lugares para serem visitados.

No claustro, há 39 telas representando a vida de São Francisco. Já no jardim do Convento, destacam-se os afrescos nas paredes e azulejos originais de Sevilla. A bela Catedral, projetada pelo espanhol Matías Maestro, conta com várias esculturas e pinturas, dentre as quais destaca-se uma réplica da Santa Ceia, de Leonardo da Vinci, com a diferença de que na mesa é servido o cuy e Judas Iscariotes é representado pela figura do conquistador espanhol Francisco Pizarro.

Um dos lugares que mais gostamos de conhecer no convento foi a Biblioteca do século XVII, que possui mais de 20 livros em seu acervo, em vários idiomas, alguns deles antiquérrimos. Muita coisa se perdeu no terremoto de 1655, e muitas partes do convento foram restauradas.

O ponto alto para muitas pessoas é a visita às Catacumbas, que foram usadas durante o período colonial como cemitério, e hoje abriga as ossadas de cerca de 70 mil pessoas. Devido ao teto extremamente baixo, o ambiente pode ser claustrofóbico para algumas pessoas. Outras podem considerar o tour um pouco mórbido.

Localização: Jirón Lampa, Cercado de Lima 15001

Parque da Muralha

Nas proximidades, encontra-se o Parque da Muralha, um grande espaço público criado para abrigar uma antiga muralha do séculos XVII, descoberta às margens do rio Rimac. A muralha protegia Lima da invasão de piratas e da coroa espanhola. O parque é lindo e há um jardim super bem cuidado lá; a muralha dá um toque ainda mais especial a ele. Além disso, há um museu de arqueologia no local. Na esplanada da praça, costumam acontecer feiras, exposições e shows; aliás, estava rolando um de músicas típicas no dia em que fomos lá.

IMG_6476

Onde almoçamos?

O Bar Cordano, localizado no centro histórico, é quase uma instituição. São mais de 100 anos de tradição, e muitos o consideram o último bar boêmio de Lima. Lá, eu comi a famosa bisteca empanada com tacu tacu (uma mistureba de arroz, feijão, cebola e outras especiarias). Ká você também pode degustar o tradionalíssimo Pisco Sour, ou uma cervejinha peruana mesmo, que foi nossa escolha.

IMG_6487

Localização

Augusto Wiese, Cercado de Lima 15001

Museu Larco

Lima tem uma boa quantidade de museus, mas caso vá escolher um para visitar, sugerimos fortemente o Larco, localizado no bairro Pueblo Libre, principalmente se você não tiver muito tempo – ele encaixa bem nos roteiros apertados. O museu conta a história de todas as civilizações do Peru, desde muuuito antes dos incas, coisa de milhares de anos atrás, por meio de um acervo simplesmente impressionante. Ficamos um bom tempo imaginando como conseguiram ter acesso a tantos objetos e relíquias, e com dados tão detalhados.

IMG_6532

O Museu Arquológico Rafael Larco Hererra, além de rico em informações sobre as culturas peruanas, é extremamente bonito e organizado. Ele não é grande, e é possível percorrê-lo em cerca de duas horas, com tranquilidade. Você vai sair de lá com uma compreensão muito maior sobre o que é o Peru. Ah, e lá são permitidas fotografias, sem flash, claro.

IMG_6511

IMG_6508

As peças são exibidas cronologicamente, o que ajuda na compreensão dos aspectos culturais das eras inca e pré-inca, inclusive rituais e crenças. A exibição permanente possui uma galeria dividida em quatro áreas – Costa Norte, Costa Central, Costa Sur e Andes, e cada uma mostra sobre as civilizações que habitaram tais regiões.

O catálogo do museu é todo interativo e pode ser consultado online no Google Cultural Institute. No Museu Larco ainda é possível visitar depósitos onde ficam as peças que não estão expostas nas principais salas. Depois da visita, não deixe de sentar no café do museu para dar uma relaxada. O jardim é simplesmente fantástico.

Do Museu Larco, chamamos o Uber para ir até o Circuito das Águas.

Localização:

Av. Simón Bolivar 1515, Pueblo Libre 15084

Horário de funcionamento: Domingo a Segunda, de 9h às 22h

Circuito Mágico das Águas

O Circuito Mágico das Águas, localizado no Parque de La Reserva, é uma atração, na nossa opinião, imperdível. Nós não imaginávamos que seria tão lindo, e que nos divertiríamos tanto por lá. Acabou que chegamos no pôr do sol, e só saímos quase 20h porque tínhamos uma reserva de jantar. O Circuito consta de doze fontes de água incríveis. Quando anoitece, estas fontes ganham luzes coloridas, se transformando em verdadeiras obras de arte, e rendendo fotos top! A arquitetura clássica do parque ajuda a tornar o visual ainda mais bonito. Se para os adultos é um programa imperdível, pras crianças então é sensacional.

DCIM102GOPROG0402830.JPG

As fontes não só mudam a trajetória dos jatos de água, como as cores também se alteram a cada instante. Algumas das fontes permitem que se ande dentre elas, ou passe por debaixo. Nos dias quentes, dá pra dar uma boa refrescada (os pequenos amam!!) E para os fotógrafos de plantão, é o paraíso! Dica! Todos os dias, por volta das 19h15, há um show de projeções nas fontes principais, bem no centro do Parque de La Reserva. É bonitinho, pode ficar para assisti-lo se estiver com tempo.

IMG_6659

Jantar no Maido

Lima já é referência em alta gastronomia. Há três ou mais restaurantes na cidade que estão entre os melhores do mundo. Fizemos a reserva no Maido, do chef Mitsuharu Tsumura, com algumas semanas de antecedência. A culinária do restaurante é a chamada Nikkei, uma perfeita combinação entre a peruana e a japonesa, e que teve origem durante a imigração japonesa para o Peru. O restaurante era pertíssimo do nosso hotel e fomos à pé mesmo. Quando chegamos lá fomos reverenciados pelos garçons, chef e presentes, todos gritam MAIDO!! rsrs

20170512_210810

Reservamos a experiência Nikkei com a harmonização de bebidas, e foi cerca de 630 soles para cada um. Sim, é um jantar caro. Nossa conta deu R$ 1.600. Foram 13 pratos para degustação, e um set de bebidas com diferentes cervejas sakês e vinhos, além do espumante que era oferecido na chegada ( mas nós não quisemos porque já íamos beber muito e íamos levantar às 5h da manhã para voltar ao Brasil).

Como somos fãs de comida japonesa já tínhamos curtido bastante a comida peruana durante nossa estadia lá, sabíamos que não haveria muito erro. Nós achamos tudo maravilhoso. No final, ganhamos o cardápio completo, que ainda vem com a especificação das bebidas em uma folha de seda. Muito lindo! Aqui vocês podem ver tudo que comemos.

Localização:

Calle San Martin 399, Miraflores, Peru

Assim terminou nossa fantástica viagem pelo Peru.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s